CIDADE SOMBRIA

Goiânia e Literatura Noir

Local: Vila Cultural Cora Coralina

(Rua 03, ao lado do Teatro Goiânia, Centro)

12/04, 19H - MESA COM  ADÉRITO SCHNEIDER E MÁRCIO JÚNIOR

Apresentação do projeto e abertura do concurso

Adérito Schneider nasceu e vive em Goiânia (GO) e é jornalista, roteirista e professor universitário. Tem experiência em cinema e televisão como roteirista, diretor, assistente de direção e produtor. Desde 2011, cursa pós-graduação na Faculdade de História (UFG), pesquisando cinema brasileiro.

Márcio Mário da Paixão Júnior nasceu em Goiânia (GO), em 1972. Produtor cultural, mestre em Comunicação pela UnB e doutorando em Arte e Cultura Visual pela UFG, foi sócio-fundador da Monstro Discos, MMarte Produções e Escola Goiana de Desenho Animado. Criou o Goiânia Noise Festival e a TRASH – Mostra Goiana de Filmes Independentes. Dirigiu "O ogro" e produziu "Faroeste: um autêntico western", premiadíssimas animações. Editou as revistas "Into", "Voodoo!" e "Macaco". Desde 2007, realiza o Dia Internacional da Animação em Goiânia. Lançou, em 2015, o livro "COMICZZZT!: Rock e quadrinhos - possibilidades de interface". Quadrinista bissexto, é também vocalista da banda Mechanics.

13/04, 19H - MESA COM OS ESCRITORES FLÁVIO CARNEIRO E PAULO SCOTT

Flávio Carneiro é escritor, roteirista e professor de literatura na UERJ. Publicou 16 livros – entre romances, coletâneas de contos e crônicas, ensaios – e escreveu dois roteiros para cinema. Ganhou alguns prêmios literários, como o Jabuti e o Barco a Vapor. É autor de alguns contos e de dois romances policiais, "O Campeonato" e "O Livro Roubado". Em maio deste ano, lança o terceiro romance da série policial. Também escreveu os romances "A Confissão", "A Ilha" e "A distância das coisas". Parte da sua obra foi publicada em outros países, como Estados Unidos, Inglaterra, França, Itália, Portugal, Alemanha, Colômbia e México.

Paulo Scott é escritor brasileiro. Nasceu em Porto Alegre (RS) e mora atualmente em Garopaba (SC). Autor de cinco livros de poemas – o mais recente, intitulado "Mesmo sem dinheiro comprei um esqueite novo", vencedor do Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) 2014 – e cinco de prosa – dentre eles, o livro de contos "Ainda orangotangos", adaptado para o cinema pelo diretor Gustavo Spolidoro, longa-metragem vencedor do 13º Festival de Cinema de Milão, e os romances "Habitante irreal", vencedor do Prêmio Machado de Assis 2012, da Fundação Biblioteca Nacional, lançado também na Alemanha, Portugal, Inglaterra, Estados Unidos e em breve na Croácia e na Turquia; e "O ano em que vivi de literatura", vencedor do Prêmio Açorianos de Literatura 2016. É autor de "Voláteis", seu romance noir. Escreve textos de dramaturgia e roteiros, colabora com revistas, jornais e suplementos de cultura do país e do exterior.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now